EP 291: Nem um Passo em Falso | Rua do Medo: 1994 | A Guerra do Amanhã

[Eu Sei o que Vocês Viram no Streaming Passado]

A reciclagem de fórmulas, filmes e gêneros no cinema não é coisa nova, e na edição da semana discutimos uma seleção de três lançamentos em streamings que estão muito ligados ao passado.

Começamos com o novo filme de Steven Soderbergh, Nem um Passo em Falso (2:40) é a nova incursão do cineasta no noir. Temos também o primeiro filme de uma trilogia de terror, Rua do Medo: 1994 – Parte 1 (25:54) e sua conexão direta com filmes teen de horror dos anos 90. Já a ficção científica A Guerra do Amanhã (47:34) tem guerra com alienígenas e viagens no tempo.

E mais: No Momento Belas Artes à La Carte recomendamos o clássico imperdível em que Greta Garbo ri. O Puxadinho da Varanda destaque para o My French Film Festival: Cannes, as séries It’s a Sin e In Treatment, e um adeus a Richard Donner. No Cantinho do Ouvinte, o Metavaranda dos Ouvintes e os comentários sobre o episódio anterior. Bom Podcast!

| Varandeiros |

Chico Fireman @filmesdochico
Cris Lumi @crislumi
Michel Simões @michelsimoes
Tiago Faria @superoito

| Cinema na Varanda nas redes sociais |

Facebook: facebook.com/cinemanavaranda
Twitter: @cinemanavaranda
Instagram: cinemanavaranda
e-mail: podcastcinemanavaranda@gmail.com
Anchor: anchor.fm/cinemanavaranda

*Gravado na segunda, 5 de julho, via internet.

Publicidade

2 comentários sobre “EP 291: Nem um Passo em Falso | Rua do Medo: 1994 | A Guerra do Amanhã

  1. Salve Varanda!
    Espero que estejam bem.
    Eu gostei do “Rua do medo: 1994”. Mesmo com os clichês, roteiro fraco, trilha óbvia e direção genérica. E não foi porque lembra os filmes ruins de terror que a gente pegava com os amigos na locadora pra ver em conjunto nos anos 90; nem porque passei o dia seguinte ouvindo Pixies. Gostei porque por pouco mais de 1h30 eu consegui não pensar em nada. Foi uma ótima distração. Estava precisando disso.
    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Tiago, não precisa se desculpar por fazer um comentário cringe. A Varanda é cringe, e (não só, mas também) por isso nós os escutamos…

    Curtir

Deixe uma resposta para André Rocha Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s