EP 337: Os Fabelmans | Corrida do Oscar

O filme em que Steven Spielberg revisita sua infância e as influências que o tornaram um cineasta e um Boletão do Oscar com os atuais favoritos ao prêmio

Filmes em Pauta: Os Fabelmans (Steben Spielberg)

E Mais: Boletim do Oscar, Puxadinho da Varanda com destaque para os filmes M3gan, Avatar 2, Glass Onion, e também o My French Film Festival. Cantinho do Ouvinte com os comentários do episódio anterior.

| Varandeiros |

Chico Fireman @filmesdochico
Cris Lumi @crislumi
Michel Simões @michelsimoes
Tiago Faria @superoito

| Cinema na Varanda nas redes sociais |

Facebook: facebook.com/cinemanavaranda
Twitter: @cinemanavaranda
Instagram: cinemanavaranda
e-mail: podcastcinemanavaranda@gmail.com
Anchor: anchor.fm/cinemanavaranda

*Gravado no sábado, 21 de janeiro, via internet.

Publicidade

7 comentários sobre “EP 337: Os Fabelmans | Corrida do Oscar

  1. Mesmo ouvindo o podcast de vocês desde 2019, nunca senti a necessidade deixar um comentário aqui no blog. Porém após terminar de ouvir o ep desta semana, fui tomada por uma vontade avassaladora de me pronunciar em defesa de todos que acham Aftersun superestimado… me sinto honrada por fazer parte deste seleto grupo que está do lado certo da história!!
    rsrsr brincadeiras à parte, parabéns belo podcast!

    Curtir

  2. Fiquei positivamente impressionado como o Spielberg consegue fazer a gente amar e passar pano para uma personagem adúltera. Ele é o rei do controle de emoções mesmo.

    Curtir

  3. Gostaria de saber a opinião de vocês sobre a nota de esclarecimento e agradecimento do Spielberg exibida antes do filme até pelo fato de não ser um recurso usual. Tenho sentimentos confusos com relação a ela. Desnecessária (como se não fosse possível ao espectador perbeceber o caráter autobiográfico da obra)? Comovente (no sentido da constatação que cada vez mais as pessoas vão menos ao cinema)?

    Curtir

  4. Olá queridos, conheci o podcast em 2019, e desde então não perco uma edição ( inclusive vocês estiveram no meu top 3 de mais ouvidos do ano passado ). Adorei Os Fabelmans, acho que o Spielberg consegue contar histórias de um jeito só dele, já que este filme é quase uma sessão de terapia familiar, mas mesmo assim, ele nos faz ter empatia pelo mais errado dos personagens, e contar uma história redondinha.

    VIVA PAUL MESCAL! , abraços.

    Curtir

  5. Varandeiro, eu sei que vocês resistiram a fazer um programa sobre Avatar 2, mas não posso deixar de pedir a opinião de vocês sobre o grande sucesso de público. Achei um filme lindo, porém o roteiro e praticamente inexistente, em partes cópia o primeira. A sequência final é totalmente sem graça (pra mim é até candidato ao prêmio “sem limites para sonhar). Entretanto, tenho que destacar que como diretor, James Cameron parece que de fato entende o que o público deseja, seus três últimos filmes são um imenso sucesso de público. Mesmo avatar 2 sendo lançado nas piores circunstâncias possíveis ( lançamento muito próximo do natal, encarou uma nevasca gigantesca nos EUA e um alta violenta da pandemia na China). Como explicar esse casamento entre Cameron e o grande público? Será que o nome dele já é suficiente para atrair multidões? Destaco que os filmes que ele produz raramente tem sucesso.

    Curtir

  6. É tão bom quando já assisti ao filme que está sendo comentado no podcast. Gostei muito de The Fabelmans, concordo muito com isso que vocês comentaram, de o filme ao mesmo tempo ter muito elementos de biografia convencional e trazer também, como a Cris bem pontuou, esse tom de fábula. O que é, como vocês colocaram, algo presente na formação do Spielberg como pessoa, sendo que seu pai representa a convencionalidade e sua mãe a fábula, a fantasia. Amei essa tensão entre convenção e fantasia.

    Achei que todos os atores estão muito bem, com destaque para Michelle Williams. Eu também queria que houvesse mais cenas com as irmãs.

    Aparentemente para o Michel, o defeito de The Fabelmans é que o Spielberg não é o PTA. Isso você pode relevar, Michel e até gostar mais do filme, não é culpa do Spielberg, não há nada que ele poderia ter feito nesse sentido. (KKKKKK Brincadeirinha).

    Um porém que eu poderia trazer sobre o filme, é que tudo parece muito fácil para o jovem Sammy, todo mundo da escola e da família embarca em seus delírios de cinéfilo, com pouca ou nenhuma resistência. Talvez seja assim que tenha acontecido para o Spielberg ou talvez tenhamos que colocar na conta da parte da fábula que é uma parte importante do filme.

    De qualquer forma, dei 4 estrelas e meia e é um forte concorrente ao prêmio Coisinha do Coração.

    Curtir

  7. Ótima a leitura sobre Fabelmans.
    É um filme com roupagem de “história de lembrança familiar” mas que no fundo é um filme sobre cinema, até quando envolve a família.
    É uma sucessão de cenas antológicas.
    E o corte final inesquecível. Tudo o que é fordiano está aí para ser aplaudido de pé.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s