EP 284: A Mulher na Janela | O Mauritano

[Tá Esperando na Janela]

Dois filmes baseados em livros, e com elenco de muitas estrelas, em que se havia boas expectativas de indicações ao Oscar que não ocorreram. Será que eles são injustiçados da temporada?

A Mulher na Janela é uma experiência hitchcockiana do diretor Joe Wright. Uma psicóloga agorafóbica vê da janela o que acredita ser um crime, mas ninguém confia em seu testemunho. Já O Mauritano é baseado na história real de um árabe preso por possíveis ligações com o 11 de Setembro. O cineasta Kevin MacDonald (22:48) resgata a caça do governo americano aos mentores do fatídico atentado.

E mais: No Momento Belas Artes à La Carte recomendamos uma obra-prima de F. W. Murnau. O Puxadinho da Varanda destaque paras filmes Quo Vadis, Aida? E Oxigênio, além das séries The Underground Railroad, Caso Evandro e Halston. No Cantinho do Ouvinte, o Metavaranda dos Ouvintes e os comentários sobre o episódio anterior. Bom Podcast!

| Varandeiros |

Chico Fireman @filmesdochico
Cris Lumi @crislumi
Michel Simões @michelsimoes
Tiago Faria @superoito

| Cinema na Varanda nas redes sociais |

Facebook: facebook.com/cinemanavaranda
Twitter: @cinemanavaranda
Instagram: cinemanavaranda
e-mail: podcastcinemanavaranda@gmail.com
Anchor: anchor.fm/cinemanavaranda

*Gravado na segunda, 17 de maio, via internet.

5 comentários sobre “EP 284: A Mulher na Janela | O Mauritano

  1. Coitada da Amy Adams, cada dia mais longe do seu Oscar. Pelo menos, conseguiu pagar uns boletos.

    Sobre A Mulher na Janela, eu acredito que foi um filme todo pensado pra ganhar Oscar. Tem fotografia do Bruno Delbonnel, a trilha sonora ia ser feita pela dupla Trent Reznor e Atticus Ross, o design de produção é impecável (moraria super naquela casa), elenco estelar, roteirista ganhador de Pulitzer e Tony, um diretor eficiente. Tinha tudo pra dar certo, porém a obra em que o filme é baseado é horrível. O livro é permeado de clichês e plágios descarados de outros autores e foi extremamente criticado na época, pra piorar o diretor não teve criatividade para ousar. No fim, a sensação que fica é um filme lotado de referências (Um Corpo que Cai, A Janela Indiscreta, Topaz, A Dama Enjaulada, etc.), mas completamente vazio. Vocês esqueceram de falar que o filme foi reescrito e dirigido pelo Tony Gilroy e que a segunda versão ficou tão ruim quanto a primeira e que a produtora que trouxe esse filme pra Fox foi demitida da Disney e simplesmente vazou do projeto. Obviamente que a maior fabricante de armamento nuclear de Hollywood ia se interessar por essa bomba, a responsável por vocês terem usado colete de chumbo enquanto viam a essa obra prima. Mesmo assim, eu fiquei super curioso em saber se a Netflix sabia de todos os problemas da produção ou se comprou porque a Disney vendeu muito barato mesmo, afinal a Disney poderia ter estreado no seu próprio serviço de Streaming e nem ela quis passar essa vergonha.

    Abraços.

    Curtir

  2. Ixi pessoal! mais um podcast que vou parar de ouvir pq quer me obrigar a ouvir online por spotify ou o feed direciona para Anchor que tb só pode online.Triste vlw,mas n vou mudar a forma de ouvir deste de 2009 por causa de alguns podcast, que custa deixar a opção download para quem preferi pow,o importante não é mais ouvir?

    Curtir

    1. Sandro,

      Custa e é caro viu, mas p/ tudo tem solução. Segue ai formas de baixar os episódios

      Vc consegue baixar através de https://player.fm/series/cinema-na-varanda, basta entrar no episódio escolhido, do lado esquerdo de onde estiver escrito “Episode Home” fica uma sigla MP3 ou M4A, clicando ali ele começa a tocar, mas aparecem os 3 pontinhos (ao lado do volume) com a opção de download.

      No site do Podcast Addict ao entrar no episódio, bem no final da descrição tem a opção Download Episode, devem haver outros tocadores que permitem, mas ai já estão duas.

      Curtir

  3. Escutando os eps antigos eu percebi que a última cinemateca foi no ep 246 (Jogada de Risco | Queen & Slim | Festival Ecrã) em agosto de 2020. A cinemateca está fechada em tempos de pandemia? Teremos um revival em breve?

    Curtir

  4. O debate no final do episódio me fez pensar em “House of Gucci” (ou “o novo filme da Lady Gaga”, como alguns estão chamando). Vazaram tantas fotos e vídeos que eu tô quase logando o filme no Letterboxd como se já tivesse assistido.

    Curtir

Deixe uma resposta para Cinema na Varanda Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s