EP 274: Um Príncipe em Nova York 2 | Lovers Rock | Host

[Só um Segundinho]

Enquanto esperamos os indicados ao Oscar 2021, que serão divulgados na semana que vem, o Boletim do Oscar traz nossos comentários sobre os concorrentes ao Producers Guild of America.

Entre os filmes da semana temos 3 em destaque. A grande estreia é a sequência tardia Um Príncipe em Nova York 2 (6:14). Eddie Murphy e praticamente todo o elenco original voltam aos personagens após mais de 30 anos. No segundo filme da Antologia Small Axe, de Steve McQueen, agora é a vez de falar sobre o tão elogiado Lovers Rock (35:27). E temos espaço para o filme de terror Host (56:07) gravado por meio do Zoom, em plena pandemia.

E mais: No Momento Belas Artes à La Carte recomendamos um dos maiores clássicos do cinema dirigido por Carl Theodore Dreyer. O Puxadinho da Varanda destaca os filmes Mulheres Ocultas, Ethel & Ernest, Moxie, além do final de Wandavision. No Cantinho do Ouvinte, os comentários dos varandeiros sobre o episódio anterior. Bom Podcast!

| Varandeiros |

Chico Fireman @filmesdochico
Cris Lumi @crislumi
Michel Simões @michelsimoes
Tiago Faria @superoito

| Cinema na Varanda nas redes sociais |

Facebook: facebook.com/cinemanavaranda
Twitter: @cinemanavaranda
Instagram: cinemanavaranda
e-mail: podcastcinemanavaranda@gmail.com
Anchor: anchor.fm/cinemanavaranda

*Gravado na segunda, 8 de março, via internet.

5 comentários sobre “EP 274: Um Príncipe em Nova York 2 | Lovers Rock | Host

  1. Olá Varandeiros.

    A Amazon decidiu submeter o conjunto de filmes “Small Axe” ao Emmy e, portanto, está automaticamente descartado do Oscar. Será na categoria de “Outstanding Limited Series or Anthology Series”, a mesma que a HBO irá submeter “I May Destroy You” que foi considerada a melhor série do ano pelos críticos e a mesma categoria que a também Amazon irá submeter “Underground Railroad” minissérie escrita e dirigida por Barry Jenkins, que segundo ele foi o trabalho mais difícil da sua carreira e pelos teaser já divulgados parece ser bastante promissora, rica e bem a cara de Emmy. Grandes trabalhos produzidos, roteirizados e dirigidos por artistas negros. Também tem o fenômeno The Queen’s Gambit, mas essa a gente esquece.
    Outra questão, gostaria de saber a opinião de vocês, se acham certo premiar atores que já faleceram e deixaram obras para serem lançadas. Será que Chadwick Boseman receberia a mesma atenção das premiações caso ele estivesse vivo? Eu fiquei me perguntando sobre isso, e fiquei curioso para saber a opinião de vocês.

    Abraços.

    Curtir

  2. Oi, varanders!
    Estão para sair as indicações ao Oscar e, fosse eu votante, aproveitaria este ano despirocado para fazer reparações. Esqueceria quem mereceu e daria o prêmio para aqueles que parecem trabalhar pensando no careca pelado.
    Sendo assim, premiaria Frank Langella e livraria ele de papéis de rabugento; a Amy Adams, que já apelou para o embarangamento; a Glenn Close; o David Fincher, que chama o Eric Roth quando está assanhado pela estatueta; e fecharia com chave de ouro para a Diane Warren.
    Nada contra trabalhos “Oscar Bait”, mas essa gente precisa de certa dignidade.

    Curtir

  3. Olá pessoal. Infelizmente não consegui embarcar na viagem de Lovers Rock como a maioria de vocês. Ele me pareceu muito com o Clímax, do Gaspar Noé, só que com uma música melhor.
    E eu fiquei curioso em ouvir as histórias sobrenaturais dos bastidores da gravação do podcast, que vocês citaram muito por cima no episódio. Torcendo para que voltem ao tema.

    Um grande abraço

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s