EP 241: Revelação | Atleta A

[Fala Comigo]

No episódio da semana, o ponto de partida são dois documentários de temáticas fortes disponíveis na Netflix.

Revelação (11:53) faz uma radiografia da representação trans na história do cinema e da cultura pop em geral. Será que o cinema fez jus a esse grupo social? Como as pessoas trans se veem na tela? Atleta A (35:00) trata do escândalo de abuso sexual de menores por um ex-médico da federação americana de ginástica.

No Momento Belas À la Carte trazemos um filme de David Cronenberg. No Puxadinho da Varanda outra rodada de diversas dicas de filmes clássicos e novos. E o Cantinho do Ouvinte com os comentários sobre o episódio anterior. Bom Podcast!

| Varandeiros |

Chico Fireman @filmesdochico

Cris Lumi @crislumi
Michel Simões @michelsimoes
Tiago Faria @superoito

| Cinema na Varanda nas redes sociais |

Facebook: facebook.com/cinemanavaranda
Twitter: @cinemanavaranda
Instagram: cinemanavaranda
e-mail: podcastcinemanavaranda@gmail.com

Gravado na segunda, 20 de julho, via internet.

4 comentários sobre “EP 241: Revelação | Atleta A

  1. Achei importante comentar sobre a questão que o Tiago colocou do imbróglio sobre filmes ditos antigos.
    No mundo da cinefilia é esperado que em algum momento essa discussão ocorra. Somos defensores dos filmes “antigos” não só pela qualidade artística, mas pela relevância na construção estética de uma arte que é relativamente nova. Sem contar que não há uma linearidade temporal evolutiva em arte alguma, o que existe são produções que se desdobram, fazem referência, se inspiram, umas nas outras (e com outras artes).
    Aqueles que acham incrível a “arte” de Romero Britto, têm que entender que sem Picasso, Braque, Dalí, ele provavelmente não existiria.
    Para termos Lynch, Paul Thomas Anderson, Scorsese; precisamos de Ford, Hawks, Vidor. Assim como não teríamos irmãos Dardenne, Haneke, Lars Von Trier; sem Renoir, Eisenstein, Dreyer.
    Enfim, acredito ser fundamental mostrarmos a importância desses filmes, e por isso acho ótimo (e até subversivo) o podcast. Vocês discutem o cinema pela sua indelével marca ontológica, que se dá pela produção imagético-sonora própria dessa arte. É falar sobre cinema falando realmente sobre cinema.

    Curtir

  2. Olá Varandeiros.
    Adorei que vocês comentaram sobre o documentário Revelação da Netflix, aproveito aqui para também recomendar uma série documental da Apple Tv+ chamada Visible: Out on Television. Esta última considero mais completa, pois trata da representação de toda comunidade LGBTQIA+ na televisão americana nas últimas décadas, mostrando de séries, reality shows e também o noticiário norte-americano. Além disso, ela também acompanha a história do movimento LGBTQIA+ nos Estados Unidos, as suas dificuldades passadas e atuais bem como suas conquistas ao longo dos anos, sempre mostrado pelo prisma dos programas de Tv. É um formato bastante convencional para um documentário assim como Revelação, mas esta série realiza um trabalho mais detalhado e apurado do que o filme, além de fazer um ótimo registro histórico do movimento. Gostei muito e super indico.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s