EP 233: Clube dos Cinco | O cinema juvenil dos anos 80

[O Clube dos 35]

Prestes a comemorar 35 anos de lançamento, revisitamos o hit dos anos 80 Clube dos Cinco, de John Hughes. Da recepção dividida da crítica à época ao culto até hoje, será que o filme sobrevive bem e dialoga com os adolescentes dos anos 2000?

Aproveitamos para resgatar os filmes teen dos anos 80. Quais os principais destaques? Quais são aqueles que gostávamos quando jovens, mas morremos de medo de rever?

No Momento Belas Artes à La Carte trazemos o clássico inesquecível A Aventura, de Michelangelo Antonioni. Puxadinho da Varanda com outra bela lista de filmes em destaque nos streamings. E, o Cantinho do Ouvinte, com os comentários dos ouvintes sobre o episódio anterior. Bom Podcast!

| Varandeiros |

Chico Fireman @filmesdochico

Cris Lumi @crislumi
Michel Simões @michelsimoes
Tiago Faria @superoito

| Cinema na Varanda nas redes sociais |

Facebook: facebook.com/cinemanavaranda
Twitter: @cinemanavaranda
Instagram: cinemanavaranda
e-mail: podcastcinemanavaranda@gmail.com

Gravado na segunda, 25 de maio, via internet.

 

3 comentários sobre “EP 233: Clube dos Cinco | O cinema juvenil dos anos 80

  1. Estava aguardando ansiosamente por esse episódio! Apesar de ter nascido na primeira metade dos anos 90, os filmes dos anos 80, principalmente os do John Hughes, fizeram e ainda se fazem muito presente na minha vida. Sendo o próprio Clube dos cinco um dos meus filmes preferidos, e quando converso com amigos sobre filmes dessa época, Clube dos Cinco entre outros filmes do Hughes são sempre citados.
    Acho que se fosse filmado hoje o filme teria uma maior representatividade, mas no geral os temas abordados e a desconstrução dos estereótipos ainda é muito atual, apesar do final levemente datado. Parabéns pelo podcast, grande abraço!!

    Curtir

  2. Ótimo episódio. Clube dos Cinco segue sendo um grande filme. Envelheceu bem. Eu consegui fazer uma conexão entre esse episódio e o de número 231 sobre “Amantes”. Assim como boa parte dos filmes desse cinema juvenil dos anos 80 criaram uma memória afetiva na gente porque a gente viu quando era criança/adolescente, Amantes faz mais sentido pra quem já é adulto e consegue ver que relacionamentos podem sre bem complexos. Achei bem boa a analogia com músicas. Tem várias bandas e artistas que eu ouvia quando tinha 15 anos que hoje eu ouço só com um sorriso no canto da boca pela lembrança, mas não acho realmente bom. Assim como não creio que tinha maturidade aos 15 anos pra entender e gostar de artistas como Bob Dylan, Leonard Cohen e Chico Buarque. Um abraço!

    Curtir

  3. Olá Quarenteners!

    Acabei de ouvir o episódio e achei engraçado o ponto de vista do Thiago e do Michel no começo ironizando os jovens da geração 2000 sobre acharem que o cinema começou na década de 80. E conforme vocês foram desenvolvendo as opiniões realizei que a discussão virou em torno de uma geração (a minha inclusive na faixa dos 30-35) só que americana. Esse filme muda de opinião conforme a idade e trajeto de vida, primeira vez que vi achei verborragia, bobo e pateta, apesar de eu amar o cinema do John Hughes hoje em dia. Queria ainda dizer pro Chico que a nossa realidade brasileira passou pelos mesmos traumas, bullying e estereótipos dos personagens no colégio só que de uma maneira bem mais violenta, é só a gente ver os números de jovens adultos com problemas de depressão, pressão social econômica e dos pais em busca de si mesmo.

    Revi o filme na Band na semana passada e tive outro olhar. Achei a discussão e tema do filme mais interessante hoje em dia.

    Bom… é esse meu comentário.

    Abraços
    Fábio Allves

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s