EP 174: Shazam! | 3 Faces

[As 3 Faces de Shazam]

A nova aposta da DC no cinema é um personagem com os poderes do Superman e a mentalidade de um garoto de 14 anos. No episódio da semana, um papo sobre Shazam! (2:38) e os novos rumos dos filmes de super-heróis. De bônus, um guia rápido para as confusões nos quadrinhos da Família Marvel.

Em contraponto, o incansável iraniano Jafar Panahi aparece na varanda com 3 Faces (39:24). Mesmo proibido de filmar, o cineasta segue com seu cinema inventivo, de forte temática feminista e que tanto reflete a cultura e a sociedade de seu país.

Muitos filmes no Puxadinho da Varanda (1:06:38): Loja de Unicórnios, Duas Rainhas, Noite da Tormenta e Cine Hollywood 2: A Chibata Sideral. E, como sempre, encerrando com os comentários do Cantinho do Ouvinte (1:17:10). Bom podcast!

| Metavaranda |

Shazam!| David F. Sandberg | 60
3 Faces| Jafar Panahi | 75

| Varandeiros |

Chico Fireman @filmesdochico
Cris Lumi @crislumi
Michel Simões @michelsimoes
Tiago Faria @superoito

| Cinema na Varanda nas redes sociais |

Facebook: facebook.com/cinemanavaranda
Twitter: @cinemanavaranda
Instagram: cinemanavaranda
e-mail: podcastcinemanavaranda@gmail.com

Gravado na segunda, 8 de abril, na varanda do Michel.

Anúncios

4 comentários sobre “EP 174: Shazam! | 3 Faces

  1. olá Varandeiros
    Shazan representa o ápice da era de ouro dos quadrinhos – mais do que um companheiro mirim que admira o super-herói, o leitor (uma criança – quando HQs de super-heróis eram feitas para crianças e não caras de 40 anos frustados) podia ao falar uma palavra mágica virar ele próprio um herói… Bobo e inocente… e legal
    Ainda bem que não fizeram um filme sombrio e realista dele…
    Abraços
    L

    Curtir

    1. Ps: gostaria de pedir desculpas – meu comentário soou meio agressivo e não foi minha intenção.
      Quis falar que acho engraçado a defesa apaixonada que alguns fãs de quadrinhos (que eu sou) fazem dos personagens levando eles muito mais a sério só que os próprios pedem…

      Curtir

  2. Infelizmente só pude ouvir o episódio sobre Dumbo essa semana (ainda to devendo o herói da DC).

    Dumbo é melhor do que eu esperava (ou seria menos pior?).

    Acho que Burton consegue impor bons momentos ainda que seja ligeiro nos dois terços finais.

    Sinto que Burton tem sofrido, nos últimos filmes, com o modo de endereçamento, as narrativas não tocam ninguém… São assépticas (o cinema de Del Toro funciona assim, para mim, confesso).

    Dito isso, Dumbo não me cativou, mas cativou meus filhos que choraram durante a exibição.

    Isto levantou um questionamento: não seria para eles (9 e 7 anos) o modo de endereçamento da narrativa?

    Independente da resposta, há problemas mesmo nos últimos filmes de Burton… Afinal, um filme deve se endereçar a mais de um público.

    Abraços!

    Curtir

  3. Depois de ter visto Dumbo e Shazan é percetível que o filme da DC tem muitos mais méritos que o filme da Disney.
    Ele consegue dialogar melhor em todas suas tentativas, é divertido para crianças, funciona para adultos com piadas diferentes, tem seu toque sombrio moderado com os demônios, tem aventura, um arco dramático e jornada do herói que são quase inexistentes em Dumbo, com os humanos esquecíveis.
    Dumbo acaba sendo apenas um filme bonito visualmente pra quem se importa com quem é Tim Burton, mas não é suficiente pra agradar as crianças de hoje.

    (PS tive que ver Shazan dublado as 14 horas, quem tiver problema com crianças gritando, não cometa esse erro).

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s