EP 119: O Mecanismo | A Melhor Escolha | Roman J. Israel

[O Mecanismo Agora é Outro]

Muito barulho por nada? A nova série de José Padilha para a Netflix chega causando polêmica. A Varanda comenta a impressão inicial dos primeiros episódios de O Mecanismo (9:25) e ainda discute a liberdade da ficção em criar a partir de fatos reais.

Das salas de cinema temos a estréia de A Melhor Escolha (37:55), um road movie sobre a jornada do luto dirigido por Richard Linklater. Aproveitamos a oportunidade para relembrar a carreira do diretor e fazer um Top 5 comentado de sua filmografia.

Já nos lançamentos das plataformas de streaming, Roman J Israel (1:20;21), o novo filme do diretor de O Abutre, que rendeu indicação ao Oscar para Denzel Washington.

Cantinho do Ouvinte, lançamento de um quadro novo que terá participação decisiva dos ouvintes-varandeiros e Recomendações que vão desde alguns filmes que estão em cartaz nos cinemas até a série Riverdale. Bom podcast!

! Metavaranda |

A Melhor Escolha | Last Flag Flying | Richard Linklater | 61
Roman J. Israel, Esq. | Dan Gilroy | 42

| Varandeiros |

Chico Fireman @filmesdochico
Cris Lumi @crislumi
Michel Simões @michelsimoes
Tiago Faria @superoito

| Cinema na Varanda nas Redes Sociais |

Site: www.cinema.navaranda.com
Facebook: facebook.com/cinemanavaranda
Twitter: @cinemanavaranda
Instagram: cinemanavaranda
e-mail: podcastcinemanavaranda@gmail.com

Gravado na segunda-feira, 26 de março, na varanda do Michel.

Anúncios

8 comentários sobre “EP 119: O Mecanismo | A Melhor Escolha | Roman J. Israel

  1. Sobre os filmes do Linklater: já fui apaixonado pelo seu cinema e principalmente pela trilogia Before, porém atualmente tenho um olhar bem cínico pra tudo que ele faz. Admiro ele muito mais pelo envolvimento que ele tem com seu trabalho do que pelas realizações, de certo não é um cara preguiçoso nem vil, mas parece que sempre falta uma sofisticação que ele não tem ainda nos trabalhos maiores, principalmente o Before Sunrise e Boyhood. São filmes que sinto que pedem e querem passar uma sensação de naturalidade mas tudo soa muito injetado, lembro das cenas em Before Sunrise onde o casal encontra o poeta na rua ou o guri de Boyhood está assistindo Dragon Ball na TV que chegam a ser difícil de assistir, inclusive Boyhood, como realização, é um filme muito curioso porque essa falha que aponto vai diminuindo severamente ao passar do filme, é interessante de ver maturação do trabalho dele durante o processo, mas sinto que é um cara que tem muito ainda o que aprender revendo os filmes do Rohmer. Enfim, único filme mais limpo na minha cabeça é o Jovens, Loucos e Rebeldes e o Before Sunset pelo sofrimento gerado, a característica do tempo citada no podcast é toda a textura do filme. Sensação que se eles não se acertarem naquele tempo curtíssimo aquele amor nunca mais vai acontecer, é uma tortura esse filme. E um sopro de amor no final.

    Curtir

      1. Lendo agora vejo que fiz mau uso da palavra cínico. Não-é-um-diretor-top-apesar-de-gostar-no-cantinho talvez seja a melhor forma de definir. Não tem como ficar cínico, até porque o cara é mó gente boa, apaixonado e gosta de dialogar com coisas que me são bem próximos, exagerei, tenho esse costume só pra provocar. haha.

        Abraços!

        Curtido por 1 pessoa

  2. Só uma pequena correção, os varandeiros falaram que o personagem do Ethan Hawke é um escroto que não apareceu, e sim, talvez ele seja um escroto por ficar com a Julie Delpy, minha maior paixão na adolescência, mas quem não apareceu na estação foi ela! Adoro o cinema do Linklater. Antes do Pôr do Sol está na lista de 10 melhores filmes que eu já vi.

    Há uma frase em Boyhood que resume pra mim o filme, a vida e o cinema do diretor, quando o menino pergunta se elfos existem e fica prontamente decepcionado com a negativa: “O que faz você pensar que elfos são mais mágicos do que algo como uma baleia? E se eu te contasse uma história sobre como debaixo do oceano havia um mamífero marinho gigante que usava sonar e cantava canções e era tão grande que seu coração era do tamanho de um carro?”. Penso que há cineastas de elfos e de baleias, em geral eu prefiro a segunda opção.

    Abs!

    Curtir

    1. Você está certíssimo, Vitor, sobre quem foi o escroto na relação. Vamos fazer a correção no próximo episódio. E bem curioso o trecho de Boyhood que você pegou. Resume bem o espírito do cinema do Linklater.

      Abraço!

      Curtir

  3. olá Amigos Varandeiros…
    assisti neste feriado a alguns episódios de “o mecanismo” e também a Molly’s Game (A grande jogada – já citado em outro episódio) e cheguei numa conclusão: Se o Selton Mello fizesse as narrações em off da personagem da jessica Chastain (Molly) o filme teria fácil 6 horas!!!!
    Abraço

    Curtir

  4. Que saudade dessa varanda. Mas vou dizer pra vocês, que tá horrível acompanhar os filmes. Os cinemas aqui em Salvador estão com um delay enorme nas estreias. Até hoje não estreou o filme do Clint e quando achei que vocês iam falar do ‘Amante Por Um Dia’ na semana que assisti, o filme já havia sido comentado no episódio anterior. Até eu estou em modo slowly por conta desses atrasos. A respeito do seriado ‘O Mecanismo’ não assisti e detesto tecer algum argumento sobre algo que não vi. Mas vamos combinar, o NetFlix se tornou uma plataforma acessível para um número bem maior de pessoas se comparado ao público que vai ao cinema, só por esse fato já seria irresponsável e leviano introduzir alguma inverdade no seriado de um momento histórico atual presente no imaginário de milhões de brasileiros e atribuir algo em detrimento a imagem de uma oposição política no momento onde todos querem argumentos para vociferarem suas verdades e suas ideologias. Quanto ao Link… I Love Link! Amo Boyhood, é o meu top one. E confesso que me surpreendi muito com a ‘A Melhor Escolha’, me envolvi tanto com a história daqueles senhores, me pegou de jeito. Só torci minha boca para o patriotismo americano, eu sempre torço a boca mesmo. No momento estou colocando os episódios em dia. E por favor, a varanda pode explicar o filme da Daryl Hannah, ‘Paradox’ que também tá no NetFlix? Que viagem… Preciso de alguma drugs. Um abraço pra todos vocês.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s