Episódio 37: As Poucas e Boas de Woody Allen

O cinema de Woody Allen ainda é capaz de surpreender e encantar? Ou, quando assistimos a filmes do diretor americano, queremos mesmo é nos aconchegar numa zona de conforto já muito conhecida? Esta semana, os varandeiros Chico Fireman, Michel Simões e Tiago Faria batem um papo sobre Café Society (26:58), novo longa do cineasta, e elegem os melhores e piores (48:30) de uma carreira que, de tão longa, caberia em mais algumas edições do podcast.

E mais: nossas primeiras impressões (já assistimos ao filme!) e as polêmicas envolvendo o drama brasileiro Aquarius (3:52), de Kleber Mendonça Filho, e comentários rápidos sobre Águas Rasas (1:28:45), de Jaume Collet-Serra, e a animação Pets – A Vida Secreta dos Bichos (1:23:18). Bom podcast!

METAVARANDA (média das notas do trio para filmes comentados na edição)

Café Society | Woody Allen | 57
Pets – A Vida Secreta dos Bichos | Chris Renaud e Yarrow Cheney | 40

Gravado na segunda-feira, 29 de agosto, na varanda do Michel.

Anúncios

19 comentários sobre “Episódio 37: As Poucas e Boas de Woody Allen

  1. Ao mesmo tempo em que admiro o Woody por continuar lançando um filme por ano, sempre me pego pensando se (atualmente) ele não faria filmes melhores se “pulasse” alguns anos. Não desgosto dos mais recentes, acho que eles têm suas qualidades e são ao menos assistíveis, mas eles retomam muitos temas recorrentes da carreira dele e raramente dão uma abordagem tão satisfatória a eles (ao menos não tanto quanto alguns títulos mais antigos). E ainda não vi Café Society.

    Assisti uns 20 e poucos filmes do Woody, mais ou menos metade da filmografia, então meu top 5 pode mudar à medida em que assistir o resto. Mas meus favoritos são:
    1- Annie Hall (título em inglês porque eu nunca decoro quem é nervoso e quem é neurótico)
    2- Meia Noite em Paris
    3- A Era do Rádio
    4- Tudo Pode Dar Certo
    5- Desconstruindo Harry
    Com menções honrosas pra Manhattan, Match Point, Hannah e suas Irmãs, A Rosa Púrpura do Cairo e Poderosa Afrodite, que são todos grandes filmes. E fiquei surpreso ao constatar que o meu top 5 tem dois filmes do século XXI.
    Mais um excelente podcast! E queria saber a opinião de vocês sobre a lista de filmes do século XXI da BBC 🙂

    Curtir

  2. Pessoal, senti falta de Zelig no debate, filme extremamente inventivo do Woody Allen.
    Ah, só para esclarecer a Soon Yi é filha do músico André Previn e não do Woody Allen.
    Top 5:
    Interiores
    Maridos e Esposas
    A Era do Rádio
    Manhatan
    Annie Hall

    Curtir

  3. Olá Chico, Thiago e Michel! Particularmente, esse episódio do Cinema na Varanda acabou se tornando o meu favorito de todos os tempos e o motivo é simples: Eu assisti a todos os filmes que vocês comentaram no episódio!! Eu estava, inclusive, na cabine de imprensa do filme Aquarius em São Paulo.
    Achei o filme muito interessante e percebo que ele vem crescendo pra mim conforme o tempo passa. A crítica do Chico no UOL é certeira nas intenções do longa e confesso que até fiquei com uma “invejinha branca” do texto dele!! Mas um dia eu chego lá!! rs…
    Aguardo ansioso pelo próximo episódio, quando saberemos a opinião do “demolidor de filmes”, Michel Simões quanto a bela obra de Kleber Mendonça.
    Vocês acham que a polêmica em torno do filme irá ajudá-lo nas bilheterias? Ou será o contrário?

    Ps. – Aquarius recebeu uma classificação indicativa de 12 anos na França!!! Minha opinião é a de que 16 anos já estaria bom pra ele aqui no Brasil.

    Grande Abraço a todos!

    Curtir

  4. Vou fazer um teste ver se funciona. Vou escrever um comentário curto, estou sofrendo boicote do sistema que impede que meus comentários sejam publicados; como pode acontecer isso com o ouvinte – leitor – número 1 disso? Pior que perde todo o conteúdo, o sistema me diz que o comentário foi publicado e não aparece.

    De qualquer forma, um resumo: os três últimos episódios foram ótimos. É sempre bom ouvir papos de diretores com carreiras grandes e com variações, que torna a discussão menos convergente, o que enriquece o debate e o conhecimento. De Woody Allen eu vi quase tudo também, meu top 5:
    1 – A rosa púrpura do Cairo
    2- Hannah e suas irmãs
    3- Noiva Neurótico, Noiva Nervosa
    4- Manhattan
    5- A era do rádio/A última noite de Boris Grushenko/O Dorminhoco/Bananas (empate entre os quadro)
    Nada dos anos 90 pra cima, ainda que tenha muita coisa que eu goste muito.
    Ansioso para o episódio com o Ailton.
    Abraços e aguardando ainda quando teremos dois episódios por semana.

    Curtir

    1. Ufa, o Henrique não nos abandonou! Glória!

      Também gosto de papos sobre diretores com longas carreiras, mas admito que entro um pouco em pânico quando tenho que discutir trajetórias enormes com as do Woody e do Hitchcock. Sempre fica a sensação de que falta algo, no fim das contas. Mas é um bom exercício.

      Abraço!
      Tiago.

      Curtir

  5. Sobre o Woody Allen, não acho que Match Point seja o primeiro filme nesse estilo que ele fez. Ele já fez algo parecido antes (e bem melhor), em Crimes e Pecados. Aliás, o segundo filme que vi dele no cinema. Ao contrário da mãe do Tiago, a minha gostava muito dele e me carregava para o cinema, mesmo ainda criança. O primeiro dele que vi no cinema foi o Rosa Púrpura do Cairo. Aliás, Meia-Noite em Paris é um arremedo do Rosa Púrpura. Acho a década de 80 a melhor dele. Meu top 5:

    A Era do Rádio
    Crimes e Pecados
    Hannah e Suas Irmãs
    A Rosa Púrpura do Cairo
    Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

    menção honrosa para Desconstruindo Harry, que também acho o último filme realmente bom dele.

    Curtir

    1. Rafael, acho que fizemos essa comparação entre ‘Match Point’ e ‘Crimes e Pecados’ no episódio do podcast. Talvez tenhamos feito nos bastidores, não sei. Mas o assunto apareceu na conversa, em algum momento… Gosto muito do Crimes e Pecados, é melhor que Match Point, mas lembro que foi boa a sensação de ter visto o Woody revigorado em Match. Não é sempre que isso acontece.

      Abraço! Tiago.

      Curtir

  6. E ai, varandeiros!!
    Sobre Aquarius: aqui no Rio, é meio complicado você ver um filme +18 mesmo com acompanhante. Nunca esqueço que não consegui ver Ninfomaníaca 2 no cinema acompanhado, sendo que já tinha visto o 1! Foi um trauma kkk Acho também que não deva ser um filme para crianças, mas talvez para adolescentes de 15/16/17 anos que podem acabar não conseguindo ver o filme.
    Quanto ao Woody, achei Cafe Society bom, mas sem brilho. Na contramão, O Homem Irracional tinha tudo pra ser bom, e acaba não sendo bem realizado… E meu top 5:
    1) Annie Hall (muito amor)
    2) Interiores (embora não seja uma obra-prima, acho um filme muito bom e acho que é o que mais se encaixa no que vocês falaram sobre sair da zona de conforto. Acho um filme meio fora da curva, muito denso e sério)
    3) A última noite de Boris Grushenko (foi um dos filmes mais engraçados da vida)
    4) Zelig
    5) Manhattan

    Curtir

    1. Legal o comentário, João. Lembro que fui barrado no cinema quando tentei ver ‘Assassinos por Natureza’, mas isso foi numa época em que as regras eram mais rigorosas. Imaginava que, com a classificação indicativa (o nome é autoexplicativo) as coisas não funcionassem mais nesse esquema talibã. Também gosto de Interiores. Abs! Tiago.

      Curtir

  7. Achei o programa super chutado. Ate desrespeitoso, as vezes. Bem diferente de qdo vcs falam de Clint Eastwood (maior babação). Ok, eu sou fã de WA e vcs de CE. Beleza. Mas preferencias a parte, vcs podiam ter explorado melhor os filmes, a importancia dele, seus temas recorrentes, os anos 70, enfim, vcs sao bons, podia ter sido melhor.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s